SOLUÇÕES INFORMÁTICAS
 

Os mangais são ecossistemas característicos das costas abertas das regiões tropicais e subtropicais, encontrando-se entre as zonas mais produtivas do planeta.

Ecologicamente os mangais são importantes a vários níveis: no enriquecimento da costa em nutrientes, na zona de alimentação, reprodução e abrigo de peixes e crustáceos, bem como uma variedade de aves, servindo ainda de suporte a diversas comunidades de micro e macro flora e fauna terrestre e aquática. A estes também é atribuído um importante papel de tampão, permitindo a protecção do litoral contra as agressões terrestres e marinhas, bem como a sua estabilização.

As árvores predominantes pertencem a três géneros: Rhizophora, Avicennia, Laguncularia, constituindo os principais produtores primários deste tipo de ecossistemas.

A maior parte dos animais dos mangais são filtradores e detritívoros. Invertebrados como esponjas, anémonas, anelídeos, tunicados, fixados aos troncos e raízes aéreas das árvores do mangal constituem a epifauna associada às raízes na zona intertidal.

Em Angola os mangais surgem nos estuários dos rios, onde existem depósitos recentes de lodos que ficam sujeitos à acção das marés e em lagunas abrigadas como a do Mussulo e a do Lobito.

O mangal do Cassende está localizado a 26 km a sul da cidade de Luanda, na margem continental da baía do Mussulo, no extremo norte de uma língua de areia que corre paralelamente à costa.

 

Localização do Mangal do Cassende na Laguna do Mussulo.

 

 

 
Optimizado para Internet Explorer v.5+ | Resolução Mínima: 800x600 pix